Skip to Menu Skip to Content Skip to Footer

Pesquisar

Início do Ano Escutista

Se depois de um prolongado verão quente começam agora a cair as primeiras gotas de chuva, no Agrupamento 516 de Escuteiros do Bombarral, o calor que lhes aquece o espírito perdura. Foi ainda este sábado que os lobitos, exploradores, pioneiros, caminheiros e dirigentes se reuniram para dar início a mais um ano de actividades escutistas, serviço e partilha.
Após uma breve mensagem de entusiasmo e força pelo nosso pároco, iniciou‐se a recepção dos novos elementos ao agrupamento, através de pequenos jogos de quebra‐gelo preparados pelos caminheiros.
Apesar da agitação, é dado o início ao ritual da passagem e de apresentação das equipas de animação das diversas secções. Este é o momento de transição, em que é proposto ao escuteiro que continue a sua caminhada noutra secção, de modo a progredir no seu percurso escutista e cristão e assim crescer em comunhão com os seus irmãos escutas mais velhos.

 

A integração dos novos elementos no agrupamento foi bem sucedida, e prontamente as secções se dispersaram para começarem as suas reuniões. Em cada divisão da sede, as secções preparam o novo ano, bandos, patrulhas, equipas e tribos são formadas e as respectivas funções distribuídas.
Estava quase tudo pronto para começar o ano, só faltava um último detalhe bastante importante, ouvir a palavra que nos ilumina e guia durante todo o ano escutista. Assim, as secções tornam a reunir‐se, agora para preparar a eucaristia, local para onde seguiram logo de seguida. Termina assim o primeiro dia do ano escutista, com o desejo e a vontade de caminharem em conjunto e, seguindo os ensinamentos de Baden Powell, deixarem o mundo um pouco melhor do que o encontraram.

 

Canhota Amiga,
Nuno Paixão